Novidades integradas a assuntos variados na grande rede. Acompanhe e se inscreva

Como evitar doenças sexuais

Resultado de imagem para Como evitar doenças sexuais

Como evitar doenças sexuais

A idade média da primeira relação sexual baixa de 17 a 15 anos
Adianta o relógio para a hora de praticar o sexo pela primeira vez e cresce a preocupação com a transmissão de Doenças de Transmissão Sexual.
O que sabe sobre as doenças de transmissão sexual?
Que a idade da primeira relação sexual, seja em idade ainda mais tenra, não é motivo de alarme, sim, é que com ela cresce o mal-estar pela possibilidade de que reapareçam infecções de transmissão sexual (DST), como sífilis, clamídia, gonorreia, que se haviam reduzido na década de 90, graças ao uso do preservativo para evitar a transmissão do HIV.

De 17,2 baixa aos 15,7 anos, esta é a idade média atualmente da primeira relação sexual, foi isso o que mostrou um estudo da faculdade de Psicologia da Universidade do País Basco (UPV/EHU). Para este início precoce soma-se que quatro em cada dez adolescentes bascos entre os 15 e os 18 anos, já havia mantido relações sexuais.

O impacto da redução da idade de início das relações sexuais é que os programas de prevenção de doenças de transmissão sexual deve começar em uma idade mais precoce e para que sejam mais efetivos, devem ser transmitidos através das tecnologias que lidam com os adolescentes. Como entrar no universo mais jovem? Blogs, redes sociais, aplicativos móveis, até mesmo recorrer a publicidade em jogos de vídeo pode ser uma opção a fazer. Tudo conta.

Resultado de imagem para Como evitar doenças sexuais

As DST são doenças que se contagiam entre pessoas, principalmente, por contato sexual (pode ser via vaginal, anal ou oral). Outras vias de transmissão são pelo contato com sangue infectado, de mãe para filho durante a gravidez e o parto.

Todas se podem prevenir, mediante o uso do preservativo.
As Doenças de Transmissão Sexual e a gravidez podem ser evitadas, especialmente mediante o uso do preservativo desde o primeiro contato sexual. Para  saber se estou grávida e saber se está com alguma DST e necessário saber se surgir os sinais de alguma delas, deve-se recorrer a um especialista, já que praticamente todas têm tratamento e cura. Para tudo isso, é necessário conhecê-las e saber a sua via de transmissão.

As DST que você deve saber

Sífilis: o ponto inicial desta doença é uma úlcera genital não dolorosa. A sífilis não tratada passa por vários estágios, podendo atingir, com os anos, a causar problemas de saúde graves.

O Vírus do Papiloma Humano: esta doença provoca os chamados condilomas na vulva e vagina, são verrugas traços do vírus. Pode causar alterações na altura do colo do útero que são apresentados apenas com a citologia ginecológica.

Resultado de imagem para Como evitar doenças sexuais

O Vírus da Imunodeficiência Humana, mais conhecido como HIV é o ator da AIDS. A infecção pelo HIV é assintomática, descobre-se por análise de sangue, e não é até que causa uma diminuição do sistema imunológico (responsável pela defesa do corpo) que não desenvolve a AIDS. Hoje em dia, com os tratamentos contra o HIV, uma pessoa infectada pode viver toda a vida sem desenvolver SIDA.

O herpes genital: é a principal causa de úlcera genital. Costumam ser de diferentes tipos e dolorosas.
A gonorreia e a chlamydia: seus sintomas são secreção anômala uretral e vaginal, e fácil de aclimatar em aquário (desconforto ao urinar). Em alguns casos pode-se ter esta infecção sem que produza sintoma algum, e se não tratada pode chegar a causar uma Doença Inflamatória Pélvica, que é quando afeta genitais internos (útero, trompas de Falópio), e pode produzir, além de dor e sangramento, problemas de esterilidade em um futuro. A cura da herpes genital pode-se aplicar uma pomada anti-viral durante duas horas, mas deve ser feito com o auxílio de um profissional adequado.

Na maioria dos casos o tratamento é fácil e rápido, e, muitas vezes, o parceiro sexual deve fazê-lo também.
Para mais informações dúvidas sobre este assunto ou outros temas de saúde sexual, você pode escrever uma mensagem pessoal para os ginecologistas.


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *